Historia da Câmara de Nova Bandeirantes

Histórico do Município de Nova Bandeirantes.

 

 SOBRE O DISTRITO

 

Como a maioria das cidades mato-grossenses, Nova Bandeirantes foi fruto do projeto de colonização. COBAN (Colonizadora Bandeirantes Ltda.). Iniciou a abertura da Rodovia MT 208 trechos compreendidos entre Alto Paraíso à Nova Bandeirantes.

No dia 11 de agosto de 1982 nascia Nova Bandeirantes, quando foi dado inicio a construção do escritório da COBAN, (Colonizadora Bandeirantes Ltda.) o ano de 1982 foram assentados os primeiros colonos e os primeiros comerciantes abriram suas portas.

 

ADMINISTRADORES PERÍODO PROCESSO DE COLONIZAÇÃO E DISTRITO

 

O Prefeito Municipal de Alta Floresta – MT nomeou o Sr. Osmar Orlandi através do Decreto nº 019/85 do dia 19/03/85, para ser Supervisor Administrativo setorial de Nova Bandeirantes.

No dia 26 de Janeiro de 1987, através do Decreto nº 017/87, o Prefeito Municipal de Alta Floresta – MT nomeia o Sr. Orlando Barbosa de Faria, para Exercer o Cargo de Administrador Distrital, no já Distrito de Nova Bandeirantes.

No dia 21 de Março de 1988, através do Decreto nº 022/88, o Prefeito Municipal de Alta Floresta – MT nomeia o Sr. Jorge Ruela de Oliveira, para ocupar o cargo de Administrador Distrital de Nova Bandeirantes.

Ainda no ano de 1988 foi nomeado para ser Administrador Distrital o Sr. Anselmo Neiverth.

No ano de 1990, foi nomeado novamente para ser Administrador Distrital o Sr. Orlando Babosa de Faria, que ocupou o Cargo até a Emancipação Política Administrativa, com a Posse no dia 1º de Janeiro do ano de 1993.

 

Observação: O passo inicial para a criação do Distrito de Nova Bandeirantes foi dado no dia 13 de Maio de 1985, quando a Câmara Municipal de Alta Floresta – MT, (Município Mãe) reunida Extraordinariamente em Nova Bandeirantes, aprovou o Projeto de Lei, que deu origem a criação dos Distritos de Nova Bandeirantes e Apiacás, sendo Prefeito de Alta Floresta o Sr. Edson Santos.

O Distrito de Nova Bandeirantes foi elevado à categoria de Município através da Lei Estadual nº 5.903 de 20 de Dezembro de 1991. ( (Projeto de Lei de Autoria dos Deputados Estaduais: João Teixeira e Osvaldo Paiva ), o Governador do Estado de Mato Grosso na ocasião era o Sr. Jaime Veríssimo de Campos )

O nº de Eleitores na primeira Eleição realizada em 03 de outubro de 1992 foi de 2.778. Sendo Eleito Prefeito o Sr. Sebastião Moreira dos Santos (Tião Matrinchã)

O Município de Nova Bandeirantes foi criado pela Lei Estadual nº 5.903 de 20 de dezembro de 1991 e assim, foi desmembrado politicamente do Município de Alta Floresta.

 

DADOS GERAIS

Município de Nova Bandeirantes – MT.

Situação: Nordeste do Estado de Mato Grosso.

CEP: 78565-000.

Código Fone: DDD (066) 3572-xxxx.

Origem do Nome: Fato de o Colonizador ser de Bandeirantes – PR.

Nome do Colonizador: Daniel Meneghel.

Data de aniversário: 11 de Agosto (iniciou-se a colonização no ano de1982).

Data da emancipação Política e Administrativa: 20/12/1991.

Área do Município 9.531 Km²

População

14.078 hab. est. IBGE/2009 [2]

Eleitores: 8.457, aptos a votar nas Eleições 2008.

 

 

ASPECTO FÍSICO

                             (INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS)

 

LOCALIZAÇÃO E LIMITES: O Município de Nova Bandeirantes está localizado na macro-região 127 Centro-Oeste brasileiro e a micro-região 539 extremo norte do Estado de Mato Grosso.

POSSUI DIVISAS COM: ao Norte Município de Apiacás – ao Sul Município de Juara – ao Leste Município de Nova Monte Verde - ao Oeste Municípios de Cotriguaçu e Juruena.

O Município de Nova Bandeirantes está localizado entre os Meridianos 57º30º e 58º40,0 e entre os paralelos 9º e 10º30 S. A altitude é aproximadamente de 210 m.

 

CLIMA: O clima predominante é o tropical, caracterizado por temperaturas elevadas e grande umidade. As precipitações variam entre 2.000 a 2.750 mm/ano, sendo bem distribuídas durante todo o ano. As temperaturas elevadas ocorrem, sobretudo, na primavera e no verão, ficando a média anual em torno de 24 a 27ºC.  Período mais chuvoso de Novembro a Março – Período de estiagem de Junho à Outubro.

 

VEGETAÇÃO: Região onde predomina a Floresta Hidrófila Perinifólia Hilhama Amazônica, prolongamento daquela que ocorre nas áreas mais úmidas da Região Norte do País. Caracteriza-se pela heterogeneidade de espécie vegetal, pelo elevado porte de suas árvores (T de 30m) e pelo seu aspecto denso.

 

RELEVO: A depressão da Amazônia Meridional é a umidade geomorfológica predominante do Município. Estende-se desde a borda sul da bacia sedimentar do Amazonas até o Planalto dos Parecis, ao sul e coalescendo a leste com as Depressões do Araguaia – Tocantins. É uma formação de superfície rebaixada e dissecada em forma predominantes convexas seccionadas pelos principais rios da área. Destaca-se ainda no Município a presenças de planaltos residuais do Norte de Mato Grosso, no qual se destaca a serra dos Caiabis e serra dos Apiacás.

 

HIDROGRAFIA: Região de influência da Bacia Amazônica, portanto de uma rica formação hidrográfica, o Município tem um número razoável de pequenos cursos d’água em sua área, porém destacam-se dos demais rios de maior importância: o Apiacás (afluente direto do Teles Pires) e o rio Matrinchã ou São João da Barra (afluente direto do rio Juruena).

 

SOLO: Na Região de Nova Bandeirantes teremos a ocorrência de um tipo de solo mal drenado e pedogeneticamente pouco desenvolvido, o Glei pouco úmido. Este solo tem grande variabilidade devido à heterogeneidade de materiais geológico transportados e depositados pela diferença ação Flúvio morfológico na rede de Frenagem da Região. Possui ainda formação de Areias Quartzosas e de solos Podzólico Vermelho Amarelo Älico.

 

QUALIDADE CLIMÁTICA

 

O clima do Município, de tropical quente e sub-úmido, com estiagem de abril a outubro.

Precipitação anual entre 2.000 mm3 2750 mm3 com intensidade máxima no período de Novembro à Março. A temperatura média anual é de 26 graus.

 

TOPOGRAFIA:

 

70% plana, 10% levemente ondulada, 10% ondulada, 10% montanhoso.

CÂMARA MUNICIPAL.

 

  1. A Câmara municipal de Nova Bandeirantes/MT iniciou suas atividades Parlamentares no dia 1º de janeiro de 1993, quando foram empossados os Vereadores, Prefeito e Vice Prefeito, e por não ter sua sede própria, o Cerimonial aconteceu em um antigo salão de Baile de Propriedade do senhor, Mauro Nicola, onde a Câmara exerceu suas atividades legislativas por um período de 02 (dois) meses. E após este período, passou a trabalhar no salão de baile do senhor, Daniel Amaral, onde permaneceu por mais 03 (três) meses, só ai passou a ter sua sede própria improvisada, que foi até o ano de 2004, quando inaugurou sua sede própria e definitiva

 

  1. ATIVIDADES E FUNÇÕES DA CÂMARA:

 

  1. A Câmara Municipal possui estrutura própria, é um Poder Independente, tem sua Estrutura Administrativa, com seu Quadro Pessoal, onde nas hierarquias desmembra as Secretarias de: Administração; Finanças; Controladoria Interna, setor Contábil e Assessoria Jurídica, sempre com o controle geral dos Membros da Mesa Diretora da Câmara.

 

  1. A função básica da Câmara é fiscalizar os atos do Poder Executivo Municipal, com auxilio do Tribunal de Contas do Estado, pode ainda apresentar sugestões através de Indicações, fazer solicitação amparada por Lei, através de Requerimentos, além de procurar trabalhar harmoniosamente com os Poderes Executivos e Judiciários.

 

  1. FONTES DE RECURSOS DA CÂMARA MUNICIPAL

 

A Câmara não possui uma fonte de receitas próprias, portanto os recursos advêm do repasse do duodécimo que a Prefeitura faz mensalmente. Os valores são feitos baseados nas somatórias da arrecadação do histórico de entradas no setor contábil da Prefeitura Municipal sempre por base os últimos três Exercícios.

Copyright® 2022. Câmara Municipal de Nova Bandeirantes. Todos os direitos reservados.
Logo MPX Brasil